10/08/2008

Força do elenco é arma do Cruzeiro no Brasileiro


Os desfalques durante o Campeonato Brasileiro com pontos corridos são uma dor de cabeça constante para os técnicos. Até o momento, este problema parece não ser tão relevante para o Cruzeiro. Quando o treinador Adilson Batista necessita dos jogadores reservas, seja por lesão, suspensão ou convocação de algum titular para a Seleção Brasileira, caso de Ramires na Seleção Olímpica, a resposta dos reservas tem sido positiva.

Apesar da ótima seqüência do Cruzeiro no Brasileiro, de quatro vitórias consecutivas, o treinador da equipe mineira teve problemas para escalar a equipe neste período. Na vitória sobre o Fluminense, o zagueiro equatoriano Espinoza foi poupado, mas Thiago Martinelli ocupou bem a vaga do capitão cruzeirense.

Depois desta partida, Adilson perdeu o volante Fabrício, com um estiramento muscular na panturrilha. Para a vaga dele, o técnico optou por Henrique, que ainda não havia conquistado a confiança da torcida. Mas, contra o Náutico, o volante foi um dos melhores em campo e marcou um golaço, o terceiro na vitória por 4 a 2.

No último confronto celeste, contra o Internacional, o Cruzeiro não contou com o maestro da equipe, Wagner. Gerson Magrão foi chamado para substituir o camisa 10 e não decepcionou. Magrão abriu o placar da partida, logo aos três minutos.

"Todo mundo tem entrado bem. O grupo está unido. Para sermos campeões, isso será muito importante", disse Gerson Magrão. Para a partida contra a Portuguesa, Adilson não contará com o artilheiro Guilherme, suspenso pelo terceiro amarelo. O substituto do atacante ainda não está confirmado, mas, a julgar pelo que vem acontecendo, já entra credenciado a ser um dos personagens da partida.

"O Cruzeiro tem provado que tem um grupo forte e, para ser campeão, precisa disso", concluiu Batista.

Nenhum comentário:

A COLUNA PALAVRA DO AUTOR É UMA POSTAGEM PERIÓDICA ONDE O CRIADOR DO CRUZEIRO NEWS (EMANOEL FERREIRA) EXPRESSA SUAS OPINIÕES.
FALA COM ELE: emanoelferreira@ymail.com

BLOGS QUE INDICAMOS: