04/09/2008

Tudo ou nada contra o Vaco


Uma vitória sobre o Vasco, nesta quinta-feira, a partir das 20h30, no estádio de São Januário, no Rio de Janeiro, manterá o Cruzeiro vivo na briga pelo título do Campeonato Brasileiro, contra Grêmio e Palmeiras. Já um simples empate ou a derrota pode inviabilizar a conquista do primeiro título de expressão desde a saudosa “Tríplice Coroa” de 2003.
Pode parecer cedo para tal conclusão, mas a distância do Cruzeiro para o líder Grêmio, de oito pontos, é considerável, ainda que restem 15 jogos para o fim da competição. O técnico Adílson Batista continua confiante no título. A única ressalva é que a reação no returno não pode mais ser adiada. Tem que ser no Rio de Janeiro. “É um momento em que não dá para ficar pensando em empatar jogo, e o importante é ir com o objetivo de vencer o Vasco”, disse.
No fundo, Adílson ainda conta com uma queda de rendimento dos adversários diretos. Ele até lembrou que o Flamengo passou por um momento similar ao que o Cruzeiro vive hoje no Brasileiro. O detalhe é que o Palmeiras, segundo colocado, está em ascensão e é o melhor time do returno, com nove pontos somados em 12. O Grêmio também demora a vacilar. E quando isso acontece, o Cruzeiro não faz a sua parte e perde pontos para times inferiores.
O único triunfo dos celestes no returno foi contra o Vitória. Em seguida, a equipe caiu diante de Botafogo e Santos. Para completar, o Cruzeiro ficou no empate com o Coritiba em casa.

Artilheiro do Cruzeiro anda "mal das pernas"


A partir de agora, caberá ao Cruzeiro ter um aproveitamento próximo de 82% na competição, algo que nem o Grêmio conseguiu até aqui. Dos 45 pontos possíveis, será preciso somar 37. “Nós temos as nossas preocupações, metas, objetivos, a gente passa tranqüilidade, confiança. O importante é a gente acreditar no título ainda, então vamos trabalhar, são 15 rodadas, são 45 pontos”, completou Adílson Batista, tentando alentar seus comandados.
O atacante Guilherme, artilheiro do time na competição, com 11 gols, está bem ciente da responsabilidade do Cruzeiro nos 15 confrontos decisivos. Ele foi duro e realista ao afirmar, nesta quarta-feira, que novo erro pode custar o sonho do título. “Se quiser ser campeão, temos que vencer agora”.

Contra o Vasco, o Cruzeiro irá a campo sem o zagueiro Espinoza, convocado para servir a seleção do Equador nas eliminatórias e sem o lateral-esquerdo Jadílson, lesionado no joelho esquerdo. O curinga Marquinhos Paraná, com uma contusão na coxa esquerda, segue em tratamento.
Léo Fortunato deve ser o escolhido para compor a dupla de zaga, enquanto Fernandinho terá nova oportunidade na lateral.
O grande mistério que Adílson leva para o vestiário está no ataque, entre Gérson Magrão e Jajá. Weldon e Wanderley correm por fora. Um deles formará a dupla com Guilherme.No Vasco, ameaçado de rebaixamento, o técnico Tite apelou para uma formação bastante ofensiva, com Mádson, Jean, Edmundo e Alan Kardec se revezando na criação das jogadas e na conclusão. O time é o 14º colocado, com 26 pontos, três acima da zona de rebaixamento. A urgência pela vitória chega a ser mais angustiante que a dos mineiros.

Fale conosco: cruzeironews@rocketmail.com

Nenhum comentário:

A COLUNA PALAVRA DO AUTOR É UMA POSTAGEM PERIÓDICA ONDE O CRIADOR DO CRUZEIRO NEWS (EMANOEL FERREIRA) EXPRESSA SUAS OPINIÕES.
FALA COM ELE: emanoelferreira@ymail.com

BLOGS QUE INDICAMOS: